CARREGANDO

O que você procura

Especiais Fotos

Pelo Mundo ESPM – Guerra do Paraguai

Compartilhar

Thais Fullmann – (4º semestre)

A Guerra do Paraguai foi o maior conflito militar da história da América Latina. Ela aconteceu entre 1864 e 1870 e envolveu uma série de conflitos entre o Brasil, o Paraguai, a Argentina e o Uruguai.

Desde a década de 1850 já vinham acontecendo embates entre o Império brasileiro e o governo paraguaio. O então presidente do Paraguai, Carlos Antonio López, impunha uma série de obstáculos para a navegação dos navios brasileiros no Rio Paraguai, que na época era uma via essencial de acesso ao Mato Grosso.

O estopim do conflito, no entanto, foi no Uruguai, por conta da antiga disputa entre os dois principais partidos do país: o Partido Branco, atrelado aos proprietários de terra e o Partido Colorado, ligado aos comerciantes. Em 1855, o presidente Venâncio Flores, do partido dos colorados, foi deposto por Bernardo Prudêncio Berro, do partido dos blancos.

Enquanto isso, na Argentina, Bartolomé Mitre assumiu a presidência em 1862 e contou com o apoio de Venâncio Flores, que se refugiava no país. Nesse mesmo ano, Solano López se tornou ditador do Paraguai e teve apoio do novo presidente uruguaio e dos federalistas argentinos, que eram inimigos do governo de Mitre.

Em 1863, Venâncio Flores iniciou uma rebelião para tirar Prudêncio Berro do poder, o que gerou uma guerra civil. Por conta das tensões crescendo entre os países, Flores passou a ter total apoio do Brasil, que estava insatisfeito com as sanções impostas pelo Uruguai. De outro lado, Solano López, o presidente do Paraguai, decidiu defender o governo uruguaio. O conflito que deu início a Guerra do Paraguai foi em setembro de 1864, quando tropas brasileiras e aliados de Venâncio Flores invadiram o Uruguai, estabelecendo um governo provisório. Em resposta, López ordenou a captura de um barco mercante brasileiro e invadiu o Mato Grosso.

Para que pudesse enviar suas tropas até o Uruguai, López precisaria atravessar uma província argentina, mas Mitre negou o acesso. Mesmo assim, os soldados invadiram o território e, então, a Argentina se uniu ao Brasil e a Venâncio Flores contra o Paraguai. Em 1865, Flores retomou a posse do governo e assim se formou a Tríplice Aliança, composta pelo Uruguai, Argentina e Brasil.

O poder de fogo das forças aliadas era muito maior quando comparado às paraguaias. Mas, mesmo com os colorados de volta ao poder no Uruguai, a guerra continuou acontecendo porque os três países haviam feito um acordo de não encerrar o conflito até que Solano López fosse morto. Isso aconteceu apenas no dia 1 de março de 1870 e, assim, a Guerra do Paraguai terminou.

A guerra dizimou mais da metade da população do Paraguai. Na falta de soldados, até crianças foram levadas à linha de frente. Historiadores estimam que de 400 mil mortos durante a guerra, 300 mil eram paraguaios. O país entrou em uma grande crise demográfica, contabilizando 4 mulheres para cada homem. Além do conflito político, a disputa territorial teve grande influência. Após a guerra, o Paraguai perdeu quase 25% de seu território, tendo 150 mil km² incorporados ao Brasil e a Argentina. Além disso, o país ainda precisou pagar indenizações pelo conflito.

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Conteúdo relacionado