CARREGANDO

O que você procura

Especiais Fotos

Templo Religiosos – Catedral de Colônia – Alemanha

Compartilhar

Ana Clara Rangel – (2º semestre)

A Catedral de Colônia, que possui como nome oficial Igreja de São Pedro e Maria, é considerada como a “rainha das catedrais”. Localizada na cidade de Colônia às margens do rio Reno, e contendo o maior coro do país, a igreja é a atração mais visitada da Alemanha, com uma média de 20 mil pessoas por dia.

A construção da catedral teve início em 1248, sendo concluída pouco mais de 600 anos depois, em 1880. Feita em estilo arquitetônico gótico, evolução da arquitetura romântica e precedente da renascentista, essa arquitetura foi desenvolvida no norte da França, entre 1050 e 1100, tendo o termo surgido no período do iluminismo, nos séculos XVII e XVIII.

A catedral conta com riquíssimos detalhes que cumprem com o objetivo do estilo gótico, contendo vitrais, ogivas, espirais ornamentadas, abóbodas e gárgulas (guardiões das grandes catedrais). Suas torres possuem 157m de altura, sendo as mais altas do mundo, dominando o horizonte da cidade. A área total da igreja possui 6.900m², incluindo 5 naves e 7 capelas. Não só isso, seus vitrais ocupam mais de 10.000m², que contam as histórias do velho testamento.

Na segunda guerra mundial a catedral sofreu 14 bombardeios aéreos, não sendo destruída por completo e sendo reconstruída em 1956. Escavações realizadas no pós-guerra demonstraram que o local já possuía uso sagrado, por alguns anos o povo alemão passou a deixar na torre noroeste tijolos remanescentes do holocausto com o intuito de redecorar, sendo restaurada somente em 1990 e devolvendo a catedral sua imponência e beleza.

Em 1996 a catedral foi reconhecida como patrimônio da humanidade pela UNESCO e é tida como símbolo de superação e fé cristãos, abrigando um dos relicários mais importantes da igreja católica e cristã desde 1164.

O santuário dos Reis Magos é o maior, mais significativo e exigente relicário da Idade Média quando tratado de seu conteúdo, que consagra a cidade como importante centro de peregrinação na época medieval. O santuário foi feito pela oficina do ourives Nikolaus von Verdun para abrigar os ossos dos reis, que foram trazidos de Milão para Colônia no ano de 1164 pelo arcebispo Rainald de Dassel, que as recebeu do imperador Frederico I (o Barba Ruiva), como gratidão aos serviços prestados em sua campanha na Itália.

Artisticamente, a decoração é composta por figuras douradas no fogo e cravejadas em ouro e prata, placas de filigrana com guarnições de pedra e esmalte em pilares, arcos e perfis. O programa de gravuras conta a história desde o começo dos tempos até o juízo final. Erguido atrás do altar-mor, formando o centro da catedral gótica, que foi construída para ele como relicário.

Além do santuário para os três Reis Magos, a igreja conta com uma câmara do tesouro, que abriga valiosos instrumentos litúrgicos, manuscritos, paramentos e insígnias dos arcebispos e do clero da catedral.

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *