CARREGANDO

O que você procura

Geral Notícias

O impacto da covid-19 no teatro de São Paulo

Compartilhar

Isabella Galvão (2º semestre)

A cidade de São Paulo teve permissão para a reabertura de cinemas, teatros, bibliotecas e museus a partir do início de outubro (10), já que a capital paulista teve queda nos números da covid-19 e, portanto, atingiu a fase verde do Plano São Paulo. A decisão foi anunciada pelo prefeito Bruno Covas em entrevista coletiva, ao lado de João Doria. 

O ramo teatral foi um dos que mais tiveram que se reinventar por conta da pandemia, já que a sua essência é presencial. Em análise feita pelo sociólogo  Rodrigo Amaral, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), na pesquisa Percepção dos Impactos da Covid-19 nos Setores Culturais e Criativos do Brasil, entre as organizações ligadas aos dois setores, mais de 40% disseram ter registrado perda de receita entre 50% e 100%. 

Vários teatros escolheram suspender suas atividades e cancelar suas peças, como foi o caso do Theatro Municipal, que cancelou todas as apresentações previstas para 2020. Para Roberto Borges, gerente de comunicação do Complexo do Teatro Municipal, a linguagem audiovisual, lives e streaming são mudanças decorrentes da pandemia, mas vieram para ficar. “Temos que entender também, daqui pra frente, qual será a mudança humana que essa pandemia trará, tanto nas relações de trabalho quanto na expressão artística.”

Mesmo com a decisão de Bruno Covas o Teatro Municipal é um dos muitos teatros que não retomarão suas atividades. Segundo Roberto, as produções envolvem muitas pessoas, tanto em cena quanto fora dela, e pretendem seguir o protocolo à risca continuando apenas com a programação remota. 

Outros teatros apostaram em peças online, como a Companhia Mungunzá de Teatro, que lançou uma plataforma, a Mungunzá de Teatro, com acesso gratuito a diversos conteúdos, como espetáculos filmados, trilhas sonoras de peças, shows, documentários e experimentos virtuais em diferentes plataformas. 

Segundo o site do Grupo Os Satyros, grupo teatral que seguiu apresentando espetáculos de forma online pela plataforma Zoom, no ambiente digital, além dos atores terem a possibilidade de trabalhar com aspectos que eles não exploram no presencial, é possível atingir uma quantidade maior de pessoas. Além de ser possível reunir público e atores de todo o país.

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *