CARREGANDO

O que você procura

Especiais Fotos

Memórias do Fotojornalismo – Etinosa Yvonne

Compartilhar

Ana Clara Rangel – (2º semestre)

Etinosa Yvonne, nascida no ano de 1989 na Nigéria, e atualmente residente de Abuja, no país de nascimento, é uma fotógrafa documental autodidata e artista visual que trabalha com várias formas de arte, incluindo fotos e vídeos.

Etinosa aproveita o poder da narrativa para criar consciência, educar, informar, questionar e se expressar da melhor forma, de modo a alcançar as pessoas, pois para ela, a fotografia é uma ferramenta de expressão e mudanças sociais.

O foco principal de seu trabalho é explorar e expressar temas relacionados à condição humana e a injustiça social. Etinosa é um dos seis talentos selecionados para o ciclo 2020 do Talento da WorldPress Photo 6*6 África.

Recebeu bolsas da Women Photograph, National Geographic em parceria com Lagos Photo e Art X, bem como prêmio da Royal Photographic Society pelo projeto “It´s all in my head” – traduzindo, está tudo na minha cabeça.

O projeto de destaque da fotógrafa é o premiado It´s all in my head, um projeto multimídia ainda em andamento, que explora os mecanismos de enfrentamento de sobreviventes de terrorismo e casos extremos de conflito e crueldade, usando retratos dos sobreviventes e as coisas que fazem para ajudá-los a avançar ou não. Não só isso, o projeto visa defender um acesso maior e de longo prazo ao apoio psicossocial para os sobreviventes, o que, por sua vez, irá melhorar a saúde mental e bem-estar.

“Comecei este projeto para chamar a atenção da sociedade para o estado de espírito de alguns desses sobreviventes. Nos últimos anos, trabalhei com mais de quarenta sobreviventes de terrorismo e conflitos violentos em diferentes partes da Nigéria. É interessante notar que, embora esses sobreviventes encontrem uma maneira de se reconstruir e se ajustar às suas novas vidas, muitos nunca chegam a falar sobre suas experiências. Assim, a ideia de ‘seguir em frente’ pode ser considerada uma espécie de charada, já que estão presos ao passado enquanto tentam recomeçar.” Relatou Etinosa em seu website.

Etinosa conta com mais quatro projetos, o “Nigéria aos 60!”, que apresenta fotografias do dia em que se celebrou 60 anos de independência do país do domínio britânico. Nele encontra-se fotos em que os nigerianos estão lutando nas ruas contra a brutalidade policial que atormenta inocentes, onde um número desconhecido de pessoas perderam a vida por tal brutalidade em várias partes do país. Nas fotos nota-se jovens de diferentes partes da Nigéria em prol do movimento #EndSARS, que pede o fim do Esquadrão Especial Antirroubo.

Há também o “Colors of the North” (cores do Norte), nesse Etinosa viajou sozinha pela Nigéria no ano de 2015, ficando maravilhada com a parte norte do país. “Embora os nigerianos sejam bastante coloridos, existe uma vibração incomparável na parte norte da Nigéria” Declarou a fotógrafa. Todas as imagens foram tiradas em Dakace, Zaria.

Seus outros projetos são: “Protect thyself” (proteja-se) que aborda a escassez global de suprimentos essenciais no auge da pandemia mundial em 2020. Portraits (retratos) e Women´s March 2019 (marcha feminina de 2019), que trazem fotografias do dia 19 de janeiro de 2019, com mulheres, homens e crianças pelas ruas de Washington para a marcha anual das mulheres que ocorre no mundo todo.

As obras de Etinosa foram apresentadas em mostras coletivas selecionadas, e seus trabalhos também contaram com publicações internacionais.

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *