CARREGANDO

O que você procura

Região Vila Mariana

Estudantes da Vila demonstram motivação para segundo turno das eleições

Compartilhar
eleições
eleições

Eleitores voltam às urnas para eleger o novo presidente do Brasil. Foto: divulgação

No dia 05 de outubro, ocorreu o primeiro turno das eleições de 2014. Dia 26 deste mês, os eleitores voltam às urnas para eleger, entre os candidatos Aécio Neves e Dilma Rouseff, o novo presidente do Brasil, na votação de segundo turno.

No primeiro turno, foram eleitos deputados estaduais, federais e senadores, além dos governadores de quase todos os estados brasileiros.  O Estado de São Paulo elegeu Geraldo Alckmin com 57,3% dos votos. Jovens eleitores que estudam na região da Vila Mariana participaram do pleito.

A estudante de relações internacionais Bruna Mendonça, de 19 anos, diz que votou e considera seu voto válido para a situação em que o país se encontra. Também acredita que os candidatos deveriam expor ideias que envolvam mudanças sociais e infraestrutura em universidades para um ensino profissional mais completo. Bruna está motivada para o segundo turno. “Mas as propostas dos candidatos são fracas”, diz.

Estudante de comunicação social, André Paraizo, 22 anos, também acha que votou de forma válida e ficou feliz com o resultado. Segundo ele, o que deve ser feito pelo governo para motivar os jovens a ingressar na política é uma mudança de como se faz política no Brasil. “É necessário sinceridade e uma preparação do candidato”, avalia, sobre as qualidades necessárias para se exercer um cargo político.

Paraizo também está motivado pelo segundo turno e sua motivação aumenta quando pensa na possibilidade de mudanças políticas no Brasil.

Cidadania

As manifestações que ocorreram em junho de 2013, no Brasil, aproximou o jovem da política e deu-lhes maior visibilidade junto aos políticos. O estudante de comunicação social Lucas da Costa, de 20 anos, foi autônomo na escolha de governador, senador e presidente. Entretanto, na escolha de deputados federal e estadual seguiu os candidatos do pai.

Para o universitário, o que é necessário para os jovens se preocuparem com a política é mais punição e fiscalização contra a corrupção. “É necessário maior infraestrutura”, acrescenta.

No segundo turno, no dia 26 de outubro, quem não comparecer no dia da eleição para votar deverá justificar o motivo da falta no mesmo dia em algum cartório eleitoral ou mandar, via postal, a justificativa até dois meses depois da eleição.

Gregório Torossian (1° semestre)

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *