CARREGANDO

O que você procura

Campus Notícias

Celso Teixeira ministra aula magna na ESPM-SP

Compartilhar

Na quarta-feira (19), o jornalista Celso Teixeira, diretor nacional de comunicação da Rede Record, ministrou uma Aula Magna para os alunos do curso de Jornalismo da ESPM-SP. Formado pela Cásper Líbero e pós-graduado na Espanha, Teixeira tem 25 anos de carreira, sendo 5 deles em rádio e os outros em televisão.

A proposta da aula foi contar as experiências de Teixeira e suas perspectivas para o futuro da profissão. Depois de mostrar alguns de seus trabalhos como repórter, o palestrante ressaltou a importância do jornalista de se adaptar à nova realidade multimídia que absorve uma grande quantidade de conteúdo diariamente. Para Celso, o futuro da profissão está atrelado às novas tecnologias e a um novo modo de fazer notícias, criando seus próximos empregos e conteúdos. “A gente não pode pensar de uma forma única, a gente tem que se ampliar, não pode ter preconceito”, diz.

Para Celso Teixeira, o desafio do jornalista atualmente é ser multi-tarefas, multimídia e, principalmente, criar diferentes formas de se comunicar. O jornalista citou o exemplo de Kéfera Buchmann, que, com uma webcam, conseguiu criar um diálogo inovador com os jovens, tornando-se hoje uma das mais famosas youtubers do Brasil.

“Informação básica, pura e simples vai continuar chegando, cabe ao jornalista filtrar o que é interessante como notícia e aprofundar as discussões”, afirmou. Falando de inovações importantes para o jornalismo, fez um contraponto entre as facilidades e dificuldades que o meio digital trouxe para a profissão. Segundo ele, o Google e o Facebook são as maiores empresas de comunicação e o YouTube o maior empregador. Tal cenário mostra como a internet tem absorvido boa parte do conteúdo de interesse público, tomando cada vez mais espaço entre os meios de comunicação tradicionais.

Para Teixeira, a visão de futuro que a ESPM tem ao preparar seus alunos para serem empreendedores é o segredo para o sucesso no jornalismo atual. Segundo ele, os jornalistas têm que buscar diferenciais e serem seus próprios chefes. Celso acredita que a Comunicação Corporativa seja a nova tendência para a carreira: “é uma atividade que vai permear o futuro de todos nós”.

Ao falar do que chama de “Geração de Conteúdo”, Teixeira argumenta que, atualmente, todos estão sendo bombardeados com informações por diversos meios. Por isso, cabe ao jornalista se adaptar a esta realidade multimídia e ter várias especialidades simultaneamente. Por fim, colocou suas apostas de futuro nas assessorias de imprensa, já que, segundo ele, os meios tradicionais de comunicação estão sendo cada vez mais ultrapassados.

Trabalhando como repórter, Celso Teixeira esteve em 45 países cobrindo grandes reportagens, como a primeira viagem do Presidente então eleito, Lula, reuniões do G8 e da Organização Mundial do Comércio (OMC), além do atentando ao metrô de Londres entre outros episódios.

Renata Geraldo e Taís Haupt (2º semestre) e Mariana Cafer (3º semestre)

Fotos: Caio Sabbagh (1º semestre) e Mariana Kotait (2º semestre)

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *