CARREGANDO

O que você procura

Jornalismo Esportivo

TOP 10 – Coisas que você precisa saber para acompanhar basquete

Compartilhar

Arthur Pomares, Leonardo Selvaggio, Matheus Segato, Rafael Falino 

Você que tem interesse em começar a acompanhar basquete, mas não tem a mínima ideia por onde começar, nós vamos te ajudar. Aqui abaixo estão as principais informações e os maiores eventos nacionais e internacionais da história desse esporte.

Lebron James (MVP das Finais) e Giannis Antetokounmpo (MVP da Temporada) Foto: Reprodução

1- DRAFT

COMO FUNCIONA O DRAFT DA NBA

Evento organizado ao final de todas as temporadas da NBA, o draft é o meio pelo qual os times escolhem os destaques das universidades norte-americanas e das ligas internacionais para atuarem pela sua instituição.

O draft funciona em duas rodadas diferentes e as franquias têm direito a uma escolha em cada. Assim, toda temporada 60 jogadores são convocados pelas 30 equipes da NBA. A equipe que seleciona o atleta tem exclusividade em contratar essa jovem promessa para jogar na NBA.

Na primeira rodada, os 14 jogadores mais bem qualificados são sorteados entre os 14 times que não se classificaram para os playoffs na temporada. Os 16 seguintes entram nas demais equipes, e o 30° jogador entra no time com o melhor registro.

Para a segunda rodada não existe sorteio, as equipes apenas escolhem.

Para participar do draft, o atleta deve ter no mínimo 19 anos de idade.

O draft ocorre entre uma ou duas semanas após o término das finais da NBA.

O evento acontece no Barclays Center, em Nova York, ginásio do Brooklyn Nets.

 

2- DIFERENÇAS ENTRE NBA E FIBA

O basquete não é um esporte difícil de entender. É disputado por duas equipes cada uma com 5 jogadores e a equipe que anotar mais pontos vence a partida. Mas como se ganha os pontos?

Existem três tipos de pontuação:

  • 1 ponto para arremessos de lance livre (adquiridos em lance de falta sofrida)
  • 2 pontos para arremessos de curta distância, ou seja, dentro da linha de delimitação
  • 3 pontos ´para arremessos longos, ou seja, fora da linha de delimitação

 

Essas são as regras básicas e que se mantém independente da federação, porém existem outras regras que mudam de acordo com a federação que organiza o campeonato, por isso você deve conhecê-las antes de começar a acompanhar o basquetebol. Abaixo a diferença entre as duas maiores federações, a FIBA e a NBA:

  • Duração do jogo: NBA: 4 períodos de 12 minutos – FIBA: 4 períodos de 10 minutos
  • Tamanho da quadra: NBA: 28,65m x 15,24m – FIBA: 28m x 15m
  • Distância da linha de três pontos: NBA: 7,05m – FIBA: 6,75m
  • Pedidos de tempo permitidos: NBA: 6 por jogo (treinador ou jogador) além de 1 tempo de 20” por quarto – FIBA: 2 por quarto (treinador)
  • Duração do pedido de tempo: NBA: 1’40” – FIBA: 1′
  • Falta técnica: NBA: 1 lance livre e o jogo recomeça de onde parou – FIBA: 2 lances e bola da equipe contrária
  • Falta antidesportiva: NBA: menos rígida, normalmente marca-se apenas quando é falta por trás – FIBA: mais rígida, marca-se sempre que há falta flagrante ou para evitar o avanço do oponente de forma intencional.
  • Eliminação do jogador por limite de faltas: NBA: 6 faltas – FIBA: 5 faltas
  • Lance livre por limite de faltas coletivas por quarto: NBA: A partir da 6ª falta – FIBA: A partir da 5ª falta
  • Tempo para arremessar o lance livre: NBA: 10 segundos – FIBA: 5 segundos
  • Restrição defensiva: NBA: 3 segundos no garrafão defensivo sem marcar ninguém é violação – FIBA: Não há
  • Permissão de interferência depois que a bola tocou o aro: NBA: Não – FIBA: Sim

 

3 – AS FAMOSAS GÍRIAS

Também é necessário conhecer a linguagem do esporte. Portanto você deve conhecer as gírias do mundo do basquete, é muito comum em transmissões que os narradores e comentaristas usam muito destes termos. Abaixo vão os principais, para que você fique por dentro de tudo:

Air Ball: quando um arremesso não toca no aro nem na tabela

Dunk: é uma enterrada, fazer a cesta sem arremessar

Toco: quando um jogador impede o outro de realizar um arremesso ou uma enterrada

Turnover: erro de passe que proporciona contra-ataque para o adversário

Pick and Roll: estratégia de um jogador bloquear o defensor, para que seu companheiro consiga infiltrar e efetuar a cesta

OverTime:  tempo extra; prorrogação

Double Double (Duplo-Duplo): quando um jogador realiza mais de dois dígitos em dois fundamentos

Triple Double (Triplo-Duplo): quando um jogador realiza mais de dois dígitos em três fundamentos

 

4- TRANSFERÊNCIAS

COMO FUNCIONAM AS TRANSFERÊNCIAS NA NBA

O teto salarial existe para que as equipes não fiquem tão desniveladas e haja competitividade entre todas. O valor estabelecido para o teto é de 109 milhões de dólares anuais.

Mas há brechas que os times utilizam para conseguir contratar melhores jogadores. São elas:

Mid-level exception (MLE)

Para equipes que excedem o teto salarial, esta é uma espécie de taxa de tolerância. Por meio dessa regra, os times que ultrapassarem o teto salarial têm a garantia de contratar novos jogadores, mesmo na “zona de penalidade por quebrar o teto” (o chamado imposto de luxo).

Ao prever o teto salarial para a temporada 2019-2020, o valor do MLE será de até $ 9,2 milhões (pode ser o valor agregado em um ou mais contratos).

Early Bird exception

“Early Birdman” tem a mesma lógica da exceção acima, mas se aplica a jogadores que estão na mesma franquia por duas temporadas. Devem assinar contrato de 2 a 4 anos, com valor máximo de 180% do salário anterior ou do salário médio da liga (o que for maior).

Rookie exception

Há exceção para calouros, mesmo que seja necessário ultrapassar o teto salarial. A equipe também pode fazer o primeiro turno de seleção de acordo com o valor listado na tabela.

Larry Bird exception

Essa exceção foi criada quando Larry Bird renovou seu contrato com o Boston Celtics. Por meio dela, o time pode ultrapassar o teto salarial e ser isento de multa, renovando com jogadores que ingressaram há pelo menos três anos.

Relacionado a esta regra está o “Bird’s Rights”, segundo o qual um jogador pode assinar um contrato de 5 anos, enquanto os demais não podem assinar por mais de 4 anos.

Bi-annual exception

Este é um bônus. A cada dois anos, as equipes que não pagarem o imposto de luxo têm o direito de gastar US $ 3,6 milhões em duas temporadas, para um ou mais jogadores, sem afetar o teto salarial da equipe.

Stephen Curry tem um irmão que também joga na NBA, o Seth Curry – Foto: Reprodução

 

5- POSIÇÕES E JOGO

Posições

Armador ou “point guard”- Geralmente nessa posição jogam atletas de estaturas menores e ela é denominada como posição 1. Ele é responsável por organizar o jogo e definir quais os movimentos a serem feitos, além do arremesso. Exemplos: Stephen Curry e Kyrie Irving

Ala-armador ou “shooting guard”- Ajuda o armador na construção das jogadas ofensivas e tem como papel principal os arremessos e pontuar mais. Já na defesa,o jogador da posição 2 deve fazer uma marcação mais forte, assim, impedindo a entrada dos adversários. Exemplos: Michael Jordan e Kobe Bryant.

Ala ou “small forward”-  O jogador da posição 3 joga pelos lados da quadra e mescla sua função com a de um pivô. No ataque pode acabar a jogada estando de costas para a cesta enquanto na defesa, usam seu poder físico para marcar os armadores adversários. Exemplo: LeBron James e Kevin Durant.

Ala-pivô ou “power forward”- A posição 4 trata-se daquele jogador que está próximo da cesta e dentro do garrafão. Na defesa tem a função de bloquear os adversários e pegar rebotes. Exemplos: Dirk Nowitzki e Tim Duncan.

Pivô ou “center”- O jogador da posição 5 é o mais forte e alto da equipe e atua dentro do garrafão tanto na defesa, quanto no ataque. Exemplos: Shaquille O’Neal e Bill Russell.

Tempo da partida:

Cada partida é disputada em 4 quartos de 10 minutos cada. Intervalos de 2 minutos após o primeiro e terceiro quartos e de 15 minutos no final do segundo quarto (final do primeiro tempo de jogo).

No caso de empate ao final da partida, são realizadas prorrogações de 5 minutos até que haja o desempate.

Pontuação:

A pontuação pode variar entre 3, 2 e 1 pontos.

3 pontos-atrás da linha de três pontos

2 pontos- na parte interna da linha de três

1 ponto- lance livre, cobrança de infração

Faltas:

No basquete existem diferentes tipos de falta, todos eles devem ser considerados pela arbitragem. Os tipos de falta são:

Faltas pessoais: quando há um contato ilegal entre os atletas;

Faltas técnicas: são relativas ao comportamento do jogador, quando este atrapalha o desenvolvimento da partida sem haver contato físico com o adversário;

Faltas antidesportivas: ocorrem quando o contato ocorre de forma alheia aos padrões do jogo;

Faltas desqualificantes: quando há algum ato de violência praticado por um atleta ou no caso de briga entre dois ou mais atletas.

Durante a partida, cada jogador possui um limite de 5 faltas pessoais. Após o cometimento da quinta falta, o jogador deve ser excluído da partida.

Substituições:

No basquete, cada equipe pode realizar um número indeterminado de substituições. As substituições podem ocorrer a qualquer momento da partida, seja com a bola em jogo, desde que sejam feitas dentro da área delimitada, ou nos momentos de parada.

 

6 – FORMATO NBA e NBB

FORMATOS E REGRAS DE CADA FEDERAÇÃO

A FIBA é a instituição responsável pelas regras do basquete do mundo inteiro.

Por outro lado, fazendo valer sua força, a NBA, principal liga de basquete do mundo, tem suas próprias regras.

Vamos a algumas diferenças entre as regras da FIBA e NBA:

Na NBA, o tempo de jogo conta com 4 períodos, 12 minutos cada. Enquanto na FIBA, o jogo tem 4 períodos com 10 minutos cada.

Na FIBA, se um atleta atinge a quinta falta, é expulso do jogo. Na NBA, apenas os jogadores que atingem a sexta falta individual ou duas faltas técnicas são excluídos.

Essas são algumas das principais diferenças entre as federações.

 

7- APOSENTADORIA DE CAMISETAS

As camisas aposentadas na NBA são uma retribuição e um tipo de agradecimento dos times para jogadores que fizeram muito pela franquia.

Kobe Bryant, por exemplo, ídolo do Los Angeles Lakers que faleceu em janeiro deste ano em um acidente de helicóptero, teve dois números aposentados pelo Lakers: 8 e o 24, ou seja, nenhum jogador da franquia pode usar esses dois números.

Kobe é o único jogador a ter dois números aposentados – Foto: Harry How / Getty Images

 

8- TEMPORADA 2020 (BOLHA)

Em ano de pandemia toda e qualquer atividade esportiva foi parada devido ao surto do Covid-19, mas a NBA conseguiu uma forma de “driblar” a quarentena. Com um protocolo rígido e eficaz, o maior campeonato de basquete do mundo decidiu fechar um resort em um complexo da Disney em Orlando, para proteger seus atletas de qualquer tipo de contaminação e continuar o torneio.

As regras de quarentena serão padrão para todos que entrarem no complexo. Quem adentrar o espaço, seja atleta, comissão técnica ou imprensa, precisará ficar 48 horas isolado em seu quarto e terá que registrar “negativo” em dois exames para Covid-19.

Caso algum jogador precise deixar a bolha, terá de ficar alguns dias em isolamento quando voltar, novamente dependendo de que lugares e quais pessoas ele visitou no ambiente externo.

A NBA reservou três dos 18 hotéis existentes no complexo da Disney para seus 22 times. Os estabelecimentos são de padrões diferentes de conforto. Os times de melhor campanha ficaram nos estabelecimentos mais luxuosos. Além do que, os atletas foram colocados em um quarto e estão proibidos de visitar outros dormitórios.

Caso um jogador teste positivo para o vírus ele será designado para o “alojamento de isolamento”, onde passará por consecutivos testes que devem ter resultado negativo após o tempo determinado de isolamento.

Quanto ao público, jogadores de outros times estão autorizados a verem adversários e uma arquibancada virtual que torcedores de todo o mundo podem entrar e apreciar o espetáculo.

Cada equipe pode levar 37 pessoas, contando jogadores, comissão técnica, seguranças e outros funcionários. A medida que as equipes vão avançando nas fases de playoffs, estas podem aumentar esse número.

Não  está permitido nenhum convidado durante a temporada regular da NBA. Porém, a chegada de familiares e outras pessoas pode acontecer. Ela será liberada depois da primeira rodada dos playoffs e no caso do atleta decidir receber qualquer tipo de convidado, o mesma terá de arcar com os custos da reserva de um quarto adicional. Além disso, os visitantes ficarão em isolamento por uma semana e passarão por dois testes de Covid-19 em um período de três dias antes de serem liberados para ficar na bolha.

Os resorts ficam dentro do complexo Disney – Foto: Reprodução


Os times só se encontravam durante os jogos, para não correrem riscos – Foto: Reprodução

9- RECORDES BÁSICOS

Todo amante de basquete precisa estar por dentro de alguns recordes também, como por exemplo os grandes campeões e pontuadores:

Maior Campeão da NBA: Boston Celtics e Los Angeles Lakers (17 títulos)

Maior Campeão da NBB: Flamengo (6 títulos)

Maior Pontuador NBA: Kareem Abdul-Jabbar (38.387 pontos)

Maior Pontuador NBB: Shamell (7.673 pontos)

 

10- LENDAS DA NBA

A série Arremesso Final conta a história de Jordan – Nathaniel S. Butler / NBAE

Michael Jordan:

Times da carreira-Chicago Bulls (1984-93, 1995-98), Washington Wizards (2001-03)

Posição- Ala-armador

Prêmios individuais- 5 vezes MVP (1987-88, 1990-91, 1991-92, 1995-96, 1997-98), 6 vezes MVP das Finais, 14 vezes All-Star, 11 vezes na seleção da temporada, 9 vezes no time defensivo do ano, 10 vezes cestinha da temporada, Jogador Defensivo do Ano (1987-88), Novato do Ano (1984-85), eleito para o Hall da Fama

Títulos- 6 (1991, 1992, 1993, 1996, 1997, 1998)

Números individuais- 30,1 pontos, 6,2 rebotes, 5,3 assistências, 49,7% de aproveitamento.

Jabbar tem seu número aposentado pelo Lakers – (Imagem / NBAE / Imagens Getty)

Kareem Abdul-Jabbar:

Times da carreira: Milwaukee Bucks (1969-1975), Los Angeles Lakers (1975-1989)

Posição: pivô

Prêmios individuais: 6 vezes MVP (1970-71, 1971-72, 1973-74, 1975-76, 1976-77, 1979-80), vezes MVP das Finais, 19 vezes All-Star, 15 vezes no time ideal da temporada, 10 vezes no time defensivo do ano, Novato do Ano (1969-70), eleito para o Hall da Fama

Títulos: 6 (1971, 1980, 1982, 1985, 1987, 1988)

Números individuais: 24,6 pontos, 11,2 rebotes, 2,6 tocos, 55,9% de aproveitamento.

Lebron James é acionista do Liverpool, clube inglês de futebol – Brandon Dill / Getty Images

Lebron James:

Times da carreira: Cleveland Cavaliers (2003-2010, 2014-2018), Miami Heat (2010-2014), Lakers (2018-hoje)

Posição: ala

Prêmios individuais: 4 vezes MVP (2008-09, 2009-10, 2011-12, 2012-13), 3 vezes MVP das Finais, 11 vezes All-Star, 11 vezes no time ideal da liga, 6 vezes no time defensivo do ano, Novato do Ano (2003-04), cestinha da temporada (2007-08)

Títulos: 2 (2012, 2013,2020)

Números individuais: 27,3 pontos, 7,1 rebotes, 6,9 assistências, 49,6% de aproveitamento (até 2016)

Magic Johnson e Larry Bird protagonizaram uma das maiores rivalidades do basquete – (imagem cortesia de theScore.com)

Magic Johnson:

Times da carreira: Los Angeles Lakers (1979-1991, 1995-1996)

Posição: armador

Prêmios individuais: 3 vezes MVP (1986-87, 1988-89, 1989-90), 3 vezes MVP das Finais, 12 vezes All-Star, 10 vezes no time ideal da temporada, eleito para o Hall da Fama

Títulos: 5 (1980, 1982, 1985, 1987, 1988)

Números individuais: 19,5 pontos, 7,2 rebotes, 11,2 assistências, 52 % de aproveitamento.

Kobe inspirou uma geração com seu estilo de vida, o Mamba Mentality – Stephen Dunn / Getty

 

Kobe Bryant:

Time da carreira: Los Angeles Lakers (1996-2016)

Posição: ala-armador

Prêmios individuais: 1 vez MVP (2007-08), 2 vezes MVP das Finais, 18 vezes All-Star, 15 vezes na seleção do ano, 2 vezes cestinha da temporada

Títulos: 5 (2000, 2001, 2002, 2009, 2010)

Números individuais: 25,1 pontos, 5,3 rebotes, 4,7 assistências, 44,9% de aproveitamento.

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *