CARREGANDO

O que você procura

Região Vila Mariana

Resultado das urnas divide opinião de eleitores da Vila

Compartilhar
eleições
eleições

Membros da omunidade tem diferentes expectativas em relação ao futuro do País. Foto: divulgação

Decepção para uns e alívio para outros. A reeleição de Dilma Rousseff no domingo, 26 de outubro, foi amplamente debatida nas redes sociais, colégios, mesas de bar, faculdades e, de fato, uma grande polarização foi visível. Com o país dividido entre os candidatos, o mesmo pode-se dizer de estudantes, moradores e trabalhadores da Vila Mariana, que partilham diferentes perspectivas e expectativas para o futuro brasileiro.

Olhando para os últimos quatro anos, Argemiro Pereira, 62, que trabalha em uma farmácia no bairro, não vê perspectiva alguma, principalmente para a economia e no combate à inflacão. “Vamos rezar, só rezando”, disse. Para ele, basta analisar o que vem sendo apresentado pelo PT, que comanda a prefeitura de São Paulo. “Só faz ciclovias e faixas de ônibus”.

Para o morador e estudante da Vila, Bruno Biella, o ponto de vista é outro. “A minha expectativa é positiva para que o Brasil melhore e para que a Dilma consiga fazer um segundo mandato muito melhor do que o primeiro”, afirma. O estudante acredita que a candidata enfrentará dificuldades. “Mas prefiro não ser pessimista e torcer para que ela consiga dar conta das obrigações”, conclui o jovem, que cursa design.

“Que esse governo chegue a exaustão”. Essa é a expectativa do estudante de arquitetura, Daniel de Souza Castro, 24, que também expõe sua opinião. “Que a gente se canse disso e mude para um terceiro partido, para que não fiquemos nesse bate-bola de PT e PSDB a vida inteira”, explica.

Eleição/ Resultados

A presidente Dilma Rousseff (PT), foi reeleita nesse domingo com 51,46% dos votos. A disputa foi a mais apertada que o Brasil já viu e foi decidida por uma diferença de apenas 3,26 pontos percentuais.  Aécio Neves (PSDB) obteve 48,37% dos votos válidos.

Apesar disso, no Estado de São Paulo, o candidato tucano venceu com uma diferença maior, com 64,31% dos votos, contra os 35,69% de Dilma.

Carolina Brandileone (1° semestre)

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *