CARREGANDO

O que você procura

Geral Notícias

Psicóloga alerta para crescimento de transtornos após a pandemia

Compartilhar

Richel Piva (2º semestre)

O Brasil possui 9,3% da população com a presença de pessoas ansiosas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), e 86% dos brasileiros sofrem com algum transtorno mental. Ainda de acordo com a OMS, um em cada cinco adolescentes sofrem com problemas de saúde mental.

Com a chegada da pandemia da covid-19, psicólogos e psiquiatras alertaram que, após o coronavírus, haverá uma nova pandemia, a de enormes quantidades de casos de transtornos mentais. Por que esse grande aumento? Ele está sendo causado exclusivamente pela Covid?

Primeiramente, não é de hoje que doenças como ansiedade, depressão, síndrome de Burnout, bipolaridade, entre uma longa série de outros transtornos vem aumentando ano após ano no mundo inteiro, de acordo com a psicóloga e psicopedagoga Lilian Vendrame Fonseca.

Segundo ela, essa alta se dá por diversos fatores: a sociedade atual cobra demais e muito cedo, as crianças já nascem sendo o tempo todo encharcadas com perguntas sobre a sua profissão, se ela dá dinheiro ou não, se terá sucesso profissional e muitas vezes a opinião delas não é levada em conta, pois vai contra o que os pais querem.

A escola é outro fator limitante. Nela, ao longo dos anos, as crianças vão sendo colocadas em “caixas”, de acordo com a psicóloga, e são reprimidas constantemente, não são valorizadas por suas características e qualidades, mas por quem obedece mais às regras, sabe fazer os exercícios da apostila ou acerta mais questões na prova.

Além do imediatismo, falar sobre sentimentos ainda é considerado vergonhoso – apesar de aos poucos isso estar mudando, mesmo que de maneira lenta.  Para Lilian, adolescentes de maneira geral são os mais afetados, por fatores biológicos e sociais, como diversas mudanças físicas, psicológicas, hormonais e a busca constante para encontrar seu lugar, reconhecimento, pressão para se escolher uma carreira, ser o mais bonito(a), ter muitos amigos e enfrentar os medos pelos julgamentos.

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *