CARREGANDO

O que você procura

Geral Notícias

Pessoas relatam o que vivenciaram pelo mundo na quarentena

Compartilhar

Sabryna Grechi (1° semestre)

A pandemia do novo coronavírus vem sendo um dos maiores problemas mundiais desse ano, com cerca de 3 milhões de casos confirmados no mundo inteiro. Para conter um problema ainda maior, especialistas da saúde estão pedindo para que todos permaneçam em quarentena, sem uma data prevista para voltar às atividades regulares. Com isso, pessoas de países diferentes contaram ao Portal de Jornalismo da ESPM-SP como estão lidando com a situação.

O Paquistão, que decretou quarentena em 21 de março, apresenta 13 mil casos confirmados. Hamza mora nesse país, e fala que a única coisa que mudou em sua vida foi não poder mais ir à academia ou sair para assistir a um filme ou jantar como costumava fazer. Como seu trabalho é remoto, não houve nenhum impacto profissional.

No dia 31 de março, a Indonésia decretou emergência nacional, e ultrapassou 9 mil casos confirmados. Devi, nativa do país, relata que durante a quarentena nunca saiu de casa e se mantém ocupada com as aulas online e tarefas de casa. Ela fala também que antes da quarentena seu hobby preferido era jogar badminton, mas agora está dedicando mais tempo brincando com o seu cachorro. 

O México, com mais de 14 mil casos confirmados, decretou quarentena não obrigatória no dia 23 de março. Citlali, que mora lá, diz que a quarentena a afetou nos estudos, já que está no último semestre da escola e precisa estudar, e que não pode mais sair de casa, com isso acabou ganhando um pouco de peso. Para passar o tempo, costuma assistir filmes junto de sua família.

Latifa é de Marrocos, país com mais de 4 mil casos confirmados. Segundo ela, a rotina é chata, não tendo muito o que fazer, apenas estudando on-line ou ajudando a mãe, às vezes assistindo algum drama, já que não pode sair de casa, pois a polícia está em todo lugar.

Mosuho, da China, relata que, por viver em uma cidade pequena no Sul, não está em isolamento, e continua suas atividades normalmente, com os devidos cuidados e, quando não é necessário, prefere ficar em casa para se prevenir. O país teve mais de 84 mil casos confirmados, e permaneceu em quarentena durante 2 meses. No dia 25 de março, as estradas foram reabertas e todos os vôos e trens foram retomados, exceto em Wuhan, onde o vírus surgiu. Lá, as restrições foram revogadas somente no dia 8 de abril.

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *