CARREGANDO

O que você procura

Especiais Fotos

Pelo Mundo ESPM – 1ª Guerra Mundial

Compartilhar

Pedro Cohem – 1º semestre

Antônio Luiz – 3º semestre

Vitor A. Altino– 3º semestre

A Primeira Guerra Mundial iniciada no dia 28 de junho de 1914 e terminada em 11 de novembro de 1918, foi considerada entre muitos de seus contemporâneos como a mais trágica das guerras. Por este motivo ficou marcada na História como “A Grande Guerra”. Ela durou quatro anos e quatro meses. Historiadores estimam que uma média de 17 milhões de soldados e civis morreram durante o conflito.

De acordo com o contexto histórico, o período anterior à Primeira Guerra Mundial ficou conhecido como Belle Époque, uma época visando o otimismo no futuro que durou de 1871 a 1914. A paz foi possível porque durante este período estava vigente o sistema de alianças que intermediava o equilíbrio entre as potências europeias do momento. A época teve forte destaque por suas inovações, tais como: os avanços científicos e tecnológicos, como a eletricidade, o cinema, a fotografia e o telefone. Nas artes surgem movimentos extraordinários como: o expressionismo, o cubismo e o futurismo, que procuraram retratar as transformações pelas quais o mundo estava passando.

No início de 1870, a Alemanha promoveu a sua unificação com a Prússia e ao mesmo tempo enfrentou a França naquela que ficou registrada como Guerra Franco – Prussiana. Após vencer a França, a Alemanha se ocupou de uma região rica em minério de ferro que foi de grande importância para o desenvolvimento de sua indústria, incluindo a indústria bélica. Tratava-se, no entanto, da região de Alsácia e Lorena. A França desenvolveu posteriormente um forte sentimento de revanche, o que resultou em uma forte tensão na fronteira entre os dois países.

A tensão se agravou quando Otto Von Bismarck, o líder da unificação alemã, estabeleceu uma aliança com a Áustria-Hungria e com a Itália que ficou conhecida como Tríplice Aliança, aliança regida tanto por acordos comerciais como acordos militares.

A França firmou acordos com o Império Russo Czarista do mesmo gênero em 1894. A Inglaterra que também se resguardava do avanço alemão e temia sofrer perdas do território e bloqueios econômicos acabou se aliando à França e à Rússia formando a Tríplice Entente.

Na época o Nacionalismo estava muito presente na consciência dos povos dos países que participaram do conflito. A Alemanha com o Pangermanismo, movimento marcado pela ideologia de suporte à expansão do império Alemão, a Rússia com o pan eslavismo, buscava constituir um Estado com todos os povos eslavos, mas para tanto desejava anexar territórios pertencentes ao Império Turco-otamano e Austro-Húngaro. A Sérvia, por sua vez, estava ao lado da Rússia na ideia pan eslavista e queria anexar territórios dos Bálcãs para formar a Grande Sérvia.

Após a criação das Alianças se iniciou um período que ficou registrado como: Corrida Armamentista. Os Estados formam seus exércitos e seu poder bélico pressentidos que estavam à mercê de uma guerra. O estopim para que desaguasse no conflito foi o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando, sucessor do trono no Império Austro – Húngaro, morto por Gravilo Princip, militante e nacionalista sérvio membro da organização terrorista Mão Negra, de viés nacionalista eslavo em Saravejo, capital da Bósnia. Diante desse acontecimento a Áustria-Hungria declara guerra à Sérvia. Começa a Primeira Guerra Mundial.

A Primeira Guerra foi dividida em duas fases. A Primeira de nome “Movimentos”, os exércitos avançaram às fronteiras de seus países para ocupar os fronts. Já a segunda fase foram as Trincheiras: longos corredores subterrâneos para abrigar as tropas. Os soldados permaneceram cerca de três anos vivendo nessas trincheiras, por isso é marcada como a fase de maior durabilidade da guerra. Os avanços tecnológicos possibilitaram o uso de tanques, aviões e metralhadoras. Foi usado também o gás mostarda, componente químico que provoca graves queimaduras e morte por asfixia. Ele é o responsável por quase levar à morte um homem que viria a ser muito importante na Segunda Guerra Mundial, Adolf Hitler.

Em 1917 após assinar um acordo com a Alemanha, a Rússia deixa a Guerra em decorrência da eclosão da Revolução Russa. No mesmo ano os Estados Unidos entram na Guerra ao lado da Tríplice Entente – a Inglaterra e a França. A entrada dos americanos foi decisiva para a rendição da Alemanha e o fim da guerra. A Guerra terminou em 1918 com a derrota da Alemanha e a vitória iminente da Tríplice Entente. Logo após foi realizada a Conferência de Paris e os vitoriosos elaboraram o Tratado de Versalhes, acordo que responsabilizou a Alemanha como a única culpada pela eclosão e o morticínio da Primeira Guerra.

Entre as punições impostas à Alemanha estavam: a devolução das colônias na África e o território de Alsácia e Lorena para a França, além de pagar altas indenizações para os países vencedores. Essas reivindicações eram vistas como humilhantes para os germânicos que enfrentaram uma grave crise econômica.

Após o término da Guerra, foi criada a Liga das Nações em 1919, uma organização internacional que visava estabelecer a paz mundial. No entanto, o objetivo não foi alcançado e a organização fracassou, pois vinte anos mais tarde o mundo se envolveria novamente em outro conflito global: A Segunda Guerra Mundial e a ascensão do Nazismo.

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *