CARREGANDO

O que você procura

Especiais Fotos

Templos Religiosos – Paróquia São Miguel Arcanjo

Compartilhar

Isabella Nobre Tiezzi – (1º semestre)

São Miguel é considerado o guardião celeste, defensor do povo de Deus e padroeiro da Igreja Católica. Com seu título de arcanjo, ou seja, pertencente a mais alta hierarquia entre os anjos, ele é o chefe supremo do exército celestial, além de ser conhecido como o arcanjo da justiça e do arrependimento.

Por volta de 1870 um jovem italiano, também nome Miguel, veio ao Brasil para fugir das condições precárias em que vivia na Europa. Durante a viagem, que demorou meses, muitas pessoas morreram, fazendo com que Miguel Aliano temesse não chegar ao seu destino. No entanto, lembrando da fé que sua mãe o havia ensinado, ele pediu a são Miguel Arcanjo o milagre de chegar vivo, no lugar desejado, prometendo, em troca, erguer uma capela com sua imagem sendo homenageada.

Miguel conseguiu chegar ao Brasil, trabalhou e, assim que possível, realizou a promessa que havia feito. Ergueu uma capela, no centro de São Paulo, em 1891, mas, com o progresso chegando à cidade, o lugar foi desapropriado. Assim, em 1938, sucessores de Miguel transferiram a capela ao bairro da Mooca, na zona leste, onde se encontra até hoje. Em 1960, foi realizada a primeira missa como paróquia no lugar.

Hoje, a Paróquia São Miguel Arcanjo está localizada na Rua Taquari, 1100, Mooca. Em 2020, ela ganhou muito reconhecimento nas redes sociais, por conta do trabalho do Padre Júlio Lancellotti, que realiza missas no lugar. Desde antes da pandemia, intensificando-se em tal momento, trabalhos são realizados pela paróquia, em apoio à pastoral do morador de rua. Com milhares de seguidores no Instagram, Padre Júlio divulga o trabalho da pastoral que ajuda, mostrando a situação dos moradores de rua da cidade.

Por conta de sua atitude progressista, Padre Júlio começou a receber ameaças, referente às suas ações para com os moradores de rua e a população mais pobre de São Paulo. Por isso, no dia 10 de outubro de 2020, o próprio Papa Francisco ligou para Padre Júlio, mostrando sua solidariedade com a situação e o amor que sente pela população de rua.

A paróquia parou de receber pessoas nas missas, durante os primeiros meses da pandemia, por conta do isolamento social instituído pelo governo. Entretanto, as missas online continuaram e as atividades da paróquia foram retomadas, aos poucos, mantendo os horários reduzidos e todas as medidas de segurança recomendadas pelas autoridades.

O lugar é pequeno e modesto, no entanto, tem uma beleza sem igual. Imagens importantes, como de Irmã Dulce dos pobres e de Santa Bakhita, uma santa negra, têm destaque no lugar. Tais atitudes mostram o viés progressista da Paróquia São Miguel Arcanjo, que prega pela simplicidade e pelo amor aos mais desfavorecidos.

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *