CARREGANDO

O que você procura

Especiais Fotos

Memórias do Fotojornalismo – Janette Beckman

Compartilhar

Ingrid Santorsula – Laura Cavalari – Melissa Alonso – (2º semestre)

Janette Beckman é uma fotógrafa britânica, com 61 anos, formada em fotografia na London College of Communication. Atualmente vive na cidade de Nova York, onde se mudou nos anos 80 após se interessar pela cultura de rua. Janette tem o seu trabalho voltado para produção de documentários, fotos que retratam grupos étnicos e suas atitudes singulares, além de realizar alguns editoriais para as grandes revistas de moda.

Durante a sua carreira, colecionou grandes momentos como fotógrafa, registrando momentos através de seus cliques, grupos femininos do punk. Também fotografando retratos de mulheres negras que viviam no bairro do Brooklyn, em Nova York. Os amigos em momento de descontraído comprando discos em uma feira de bairro, o hip hop presente nas ruas e o estilo afro-americano das figuras. A foto congelada de um músico no momento em que salta de comoção e o momento descontraído de outra estrela musical.

A arte de rua, como os grafites e as pichações ganham destaques nos fundos das suas fotografias, a comoção de grandes grupos e a euforia dos fãs em shows, entregam o seu olhar coletivo e faz com que a fotógrafa participasse desses momentos como se ela fosse uma dessas pessoas fotografadas. O momento em que um menino está cortando o cabelo na barbearia em Brownsville, são exemplos de como era a rotina dessas pessoas em Nova York nos anos 80.

Antes da sua mudança definitiva para os Estados Unidos, Janette Beckman tinha o seu trabalho focado em fotos de grupos de punk do Reino Unidos, como esse grupo sentado no banco da London College em 1978. No auge da influência do punk na cultura inglesa, a fotógrafa completava seus estudos na universidade quando conseguiu seu primeiro emprego ensinando fotografia para adolescentes da região. E aproveitava para fotografar seus alunos.

Janette teve que se mudar para uma semi-ocupação no bairro de Streatham, que era cheia de estudantes de arte, o que proporcionou mais cliques para sua coleção. Até crianças entravam no estilo punk dos anos 70 no Reino Unido, trazido pelas influências de grandes artistas da época.

Em uma entrevista para o blog VICE, Janette explicou sua decisão de se mudar para outro continente: “Decidi: Vou sair de casa. Vou ser uma artista e usar drogas!” Mostrando sua essência.

Janette apoiadora do Black Lives Matter e que estava presente nos protestos de Junho de 2020, explica que o movimento é a voz dessa geração lutando contra anos de racismo, violência policial bruta e a injustiça social. “Eles são verdadeiros rebeldes que estão mudando o mundo contra todas as desigualdades” declara Janette.

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *