CARREGANDO

O que você procura

Campus Destaque Geral Notícias

Curso de Jornalismo da ESPM-SP faz 10 anos e apresenta documentário com atuais e ex-alunos

Compartilhar

Luana de Andrade e Theo Fava (1º semestre)

Um evento em comemoração aos 10 anos do curso de jornalismo da ESPM-SP aconteceu na noite da última quarta-feira, 28 de abril, de forma online. Na ocasião, foi lançado o vídeo comemorativo que resgatou as memórias e as trajetórias de alguns alunos na faculdade, hoje, no mercado de trabalho (vídeo completo abaixo). A celebração, conduzida pela coordenadora do curso, professora Maria Elisabete Antonioli, contou com a participação de alunos, profissionais formados na instituição, professores e parte do corpo diretivo da ESPM. Estiveram presentes na plataforma virtual 197 pessoas.

 

(Assista ao vídeo)

 

Durante o evento, Dalton Pastore, presidente da escola, falou sobre a importância do jornalismo, os desafios e as transformações que a profissão vem enfrentando. Ainda em seu discurso, Dalton destacou a importância do ex-presidente José Roberto Whitaker Penteado para o curso. Alexandre Gracioso, vice-presidente da ESPM, também manifestou palavras em agradecimento a todos os envolvidos ao longo desta primeira década do curso.

Após as falas dos diretores, Manuela Ravioli, aluna do quinto semestre de jornalismo, e Diogo Miranda, ex-aluno do curso, ressaltaram o diferencial da ESPM ao aliar teoria e prática. Para eles, experiências como o CEJor (Centro Experimental de Jornalismo) proporcionam aos alunos conhecimentos que facilitam seu ingresso no mercado de trabalho.

Antes da exibição do vídeo comemorativo, Maria Elisabete Antonioli, responsável pela coordenação do curso desde a sua fundação, compartilhou um sentimento de emoção, ao agradecer aos diretores, professores, alunos e demais colaboradores. “A Construção de um curso não é um ato solitário, mas conjunto”, afirmou a coordenadora durante seu discurso. 

A professora também falou sobre os avanços desde o início: “procuramos avançar em todos os sentidos, desde as novas metodologias em aulas, como as práticas jornalísticas, utilizando o que há de mais moderno em termos de tecnologias. As tecnologias são muito importantes para o fazer jornalístico e devem ser utilizadas com propriedade pelos alunos”. 

A coordenadora também exaltou a elaboração das oficinas, que foram evoluindo com o decorrer do curso. Ela afirmou que o contato dos professores com o mercado é uma característica diferencial da ESPM, e que, por isso, estão sempre em inovação.

De acordo com ela, esses avanços irão continuar no futuro. “Acredito que o célere crescimento das tecnologias de comunicação e informação proporcionarão mais agilidade e novas formas de produção”, destacou Elisabete.

Após a fala da coordenadora, a também jornalista e professora de audiovisual, Heidy Vargas, comentou sobre o vídeo comemorativo produzido para o evento. “Foi um grande desafio por estarmos na pandemia, sem poder sair e fazer aquilo que realmente gostaríamos de fazer, que seria ir à rua, falar com as pessoas, e fazer imagens. Mas, mesmo assim, nós optamos por um caminho de memória e afeto que, de certa forma, pudesse revelar todas essas lutas e batalhas na construção de um curso coerente e inovador. ”

A produção exibida no evento emocionou os presentes com relatos de diversos estudantes que fizeram parte da história do curso. Ali, foram contadas experiências e eventos que ajudaram os alunos em suas formações. Também foram destacados no vídeo depoimentos sobre as oficinas do CEJor, como a Revista Plural, o Linkados na Área, e o Planeta ESPM. Num determinado momento, estudantes e ex-alunos comentaram sobre as coberturas de importantes eventos da década passada, como as Olimpíadas do Rio de 2016 e as Eleições Gerais de 2018, no Brasil. 

O vídeo terminou com comentários de todos os ex-estudantes que haviam dado declarações, destacando onde exercem a profissão de jornalista em 2021, como Gabriel Wainer, editor de política da GloboNews, e Sofia Aureli, estagiária da Agência de Refugiados da ONU. 

Para Sofia, a diversificação da matriz curricular do curso, a qualidade do corpo docente e a infraestrutura da ESPM são os principais diferenciais da faculdade e que proporcionaram maior contribuição para sua carreira. Para os atuais e futuros alunos da graduação, Sofia aconselha a aproveitarem tudo que é oferecido pela faculdade, vendo como promissores os próximos anos do curso.

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *