CARREGANDO

O que você procura

Campus Notícias

Nova edição do Coda.Br será online de 2 a 7 de novembro

Compartilhar

Rafael Saldanha e Laura Cavalari (2º semestre)

A Conferência de Jornalismo de Dados e Métodos Digitais Brasil 2020 terá início na próxima segunda-feira, dia 2 de novembro, e tem duração prevista de seis dias. “A maior conferência de jornalismo de dados da América Latina”, como diz o site oficial do evento, oferecerá, ao todo, 24 horas de workshops, 5 atrações principais (constituídas por painéis que discutirão sobre assuntos como Covid-19 e Amazônia) e 18 apresentações de especialistas renomados na área, além da entrega do Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, que reconhece o projeto de maior excelência no ramo. Depois de reunir cerca de 400 pessoas na sua quarta edição, no ano passado, neste ano o evento será totalmente on-line e com acesso gratuito aos principais debates e palestras.

Nesta edição, o Coda.Br terá três debates destacados em painéis separados, com quatro membros em cada. “Saúde no Jornalismo e Covid-19” tratará das dificuldades das análises e busca de dados da doença em meio à pandemia e de possibilidades futuras para o jornalismo de dados. “Desafios na Amazônia” abordará como os jornalistas podem investigar com mais afinco os aspectos dessa vegetação, usando o jornalismo de dados. Por fim, “Algoritmos e Desigualdades” debaterá sobre como o aspecto estatístico do jornalismo pode investigar e combater as desigualdades sociais em empresas e governos.

Adriano Belisário, coordenador da Escola de Dados, falou sobre o novo formato: “É novo, é a primeira edição on-line e terá atividades abertas com transmissão, ao vivo, no YouTube, assim como workshops, que são atividades mais práticas e com números restritos de pessoas”. Segundo ele, vale ressaltar que as pessoas vão poder acessar esse conteúdo posteriormente. “Tudo vai ficar registrado para elas verem os vídeos no seu próprio tempo. Esperamos também uma maior diversidade, com inscritos de todos os estados brasileiros, o que seria um marco novo para nós, e isto é possível graças ao formato online”, diz Belisário.

O Coda.Br deste ano contará com 32 participantes especialistas para debaterem nos painéis principais e integrarem os workshops no decorrer do evento. Alberto Cairo, professor da Universidade de Miami, Fábio Malini, professor da UFES (Universidade Federal do Espírito Santo), e Keila Guimarães, jornalista de dados no Google, são alguns dos nomes que estarão na conferência. 

Para promover a inclusão de um número maior de participantes nesta edição, o Coda.Br propôs ao total 145 bolsas de gratuidade aos inscritos do programa completo de membresia, em que permitirá acesso livre aos conteúdos disponibilizados diretamente pela plataforma digital da Escola de Dados. Essa iniciativa contou com o apoio das organizações Google News Initiative, que disponibilizou cem bolsas, e a empresa Hivos, participante do programa Todos os Olhos na Amazônia, que ofereceu também auxílio a pessoas residentes da Amazônia Legal, dando prioridade ao povo indígena. Finalizando a chamada pública das bolsas, o Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados, o IBPAD, disponibilizou mais 15 vagas gratuitas ao programa.

As inscrições foram divididas em diferentes categorias. Para interessados no acesso completo a todo tipo de conteúdo, com valor de inscrição de R$ 180, estarão disponíveis vídeos, links de referência e workshops, podendo acompanhar em tempo real as atividades. Abertura e acesso ao chat também fazem parte do pacote, proporcionando uma comunicação mais próxima e direta, além de um E-book sobre “Fluxo de trabalho com dados – Do zero à Prática”, publicação exclusiva da Escola de Dados. Newsletters com atualização dos conteúdos trabalhados, webinars e muito mais. 

Outra opção oferecida é a inscrição simples, no valor de R$ 40, que  permite apenas o acesso aos conteúdos didáticos do evento e aos comentários das atividades ao vivo. Apesar de não possuir o conteúdo completo, é uma opção acessível para aqueles que queiram participar. 

Conteúdos como palestras principais e debates serão abertos ao público geral pelo YouTube. Já os assuntos aperfeiçoados nos workshops, vídeos explicativos, links de referência e o E-Book, estarão disponíveis durante dez meses no programa, permitindo a fixação dos conteúdos assimilados e um maior aproveitamento dos materiais.

Inscrições e informações gerais: https://escoladedados.org/coda2020/#participe

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *