CARREGANDO

O que você procura

Especiais Fotos

Templos Religiosos – Sagrada Família

Compartilhar

Manuela Margini – (2º semestre)

Antoni Gaudí nasceu em 25 de junho de 1852 em Reus, na Espanha. Ele passou a sua infância entre Reus e Riudoms, o povoado vizinho, onde Gaudí conseguia ver o que seria uma referência ao longo da sua vida: a natureza. O arquiteto seguia um método baseado na técnica de prova e erro, e dava muito mais importância nas maquetes do que nos planos.

O catalão é uma das figuras mais conhecidas internacionalmente, devido a sua originalidade e criatividade. Ele dedicou mais de 40 anos de sua vida para o projeto da Sagrada Família. Enquanto projetava o plano da Igreja, Gaudí também realizou diversos pequenos projetos como o Park Güell, La casa Batló, La Casa Milá, entre outros.

Gaudí decidiu fazer a Sagrada Família pois acreditava que a sua vocação era servir a Deus através da arquitetura.

La Sagrada Família é um dos principais pontos turísticos da Espanha e está localizada na cidade de Barcelona. O templo é uma mistura dos estilos gótico, art nouveau e modernismo catalão.

Ao longo do ano, ela atrai milhares de turistas que se encantam com a sua beleza. Os principais elementos que chamam a atenção dos visitantes são: as torres, as fachadas e o seu interior.

As torres

O arquiteto decidiu fazer 18 torres, sendo 12 delas dedicadas aos apóstolos, quatro aos evangelistas, uma à Virgem Maria e outra a Jesus. Cada uma delas apresenta uma altura diferente, seguindo uma ordem de hierarquia religiosa. Atualmente, já foram construídas 8 torres e após a construção das restantes, a Igreja se tornará a mais alta do mundo.

As fachadas

A Igreja da Sagrada Família apresenta 3 fachadas.

  • Fachada do Nascimento: Dedicada ao nascimento de Cristo, trata-se de uma fachada profusamente decorada e cheia de vida. Virada ao leste
  • Fachada Paixão: Essa está localizada ao oeste. Um pouco mais austera e simples que as outras, reflete o sofrimento de Jesus durante a Crucificação.
  • Fachada de Glória: A fachada principal, muito maior e mais monumental que o resto, representará a morte, o Juízo Final, a Glória e o Consciente de que não teria tempo para construí-la, Gaudí deixou pronto os rascunhos para que seus sucessores pudessem finalizar o trabalho. Esta está virada para o sul

O interior

Para desenhar o interior da Sagrada Família, Gaudí se inspirou nas formas da natureza, criando colunas com forma de tronco de árvore que transforma o interior do templo em um enorme bosque de pedra.

A igreja tem formas tridimensionais de superfícies regradas, incluindo parábolas. Estas formas permitem uma estrutura delgada, mais fina e destinam-se a melhor acústica e qualidade da luz no local.

Outro elemento que chama bastante atenção, são os vitrais que deixam a Sagrada Família muito mais colorida com os seus belos tons de vermelho,verde, azul e amarelo. Os vitrais foram cuidadosamente dispostos com os vidros de cores vivas na parte inferior e os vidros translúcidos na parte superior, iluminando os interiores e fazendo sobressair os tetos abobadados, além de conseguir o equilíbrio entre as cores do vidro e a luz natural.

Museu da Sagrada Família

A Igreja da Sagrada Família também conta com o seu museu, este é uma exposição subterrânea que abriga modelos de construção, desenhos, fotografias contemporâneas e mobiliário litúrgico de Gaudí. As exposições fazem parte da nova seção “Inspirado na natureza” e contam com um espaço de 102 m² com fotos em formato grande e 20 modelos em gesso, ajudando os visitantes a entenderem o papel da natureza nos desenhos do arquiteto.

Para visitar, basta entrar no site sagradafamilia.org e selecionar se a visita será com um guia para acompanhar ou só com o audioguia fornecido pela Igreja. Os preços variam entre 20 e 27 euros.

Também é possível realizar a visita virtual que nos dá a impressão de estarmos dentro do templo.

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *