CARREGANDO

O que você procura

Região Vila Mariana

Problemas causados pelo lixo incomodam moradores e trabalhadores

Compartilhar
lixo
lixo

Cartaz colocado na rua França Pinto alerta sobre risco de ratos e baratas Foto: João Victor Ferreira

Com os anos, o lixo tornou-se um dos maiores problemas ambientais do mundo. Segundo a Prefeitura de São Paulo, a quantidade de lixo coletado diariamente na capital gira em torno de 18 mil toneladas, sendo 10 mil apenas de resíduos domiciliares.

Os moradores de Vila Mariana parecem saber e entender do assunto. Além de alertarem sobre problemas que o lixo causa nas ruas, eles pedem para que não coloquem esse tipo de resíduo nas ruas em horários inadequados. Essa parte da população está contribuindo, assim, com o meio ambiente e para que não haja problemas como enchentes, poluição de rios e mares.

Luís Arthur Milagres, comerciante e dono de uma distribuidora de bebidas na rua Rio Grande, reconhece que esse problema existe no bairro. Ele acredita que a coleta seletiva funciona porque os horários são cumpridos conforme o combinado. Entretanto, entende que o descaso da população com o descarte do lixo acaba causando problemas.

Contudo José Ferreira da Silva Filho, dono de uma oficina de restauração de móveis, também na rua Rio Grande, avalia que os moradores são preocupados com a limpeza do bairro. “Considero o povo da Vila Mariana um povo limpo e decente”, diz.

Eli Silva, que trabalha em uma banca de jornal na rua França Pinto, entende que os moradores poderiam se preocupar mais com a limpeza do bairro. “Quanto à coleta não. Contudo, em relação aos moradores, costumo pegar o lixo do chão todo dia em frente à banca e coloco em seu respectivo lugar”, diz.

Lixo no lixo  

No bairro, existem cartazes alertando sobre os problemas que o lixo causa. Para Milagres, essa iniciativa não resolve o problema da limpeza. “A população em geral não para na rua para ler cartazes, e acredito que o problema do lixo seja uma questão cultural”. Mas ele entende que a Vila seja limpa se comparada à média dos bairros de São Paulo.

Porém, José Filho pensa de outra forma em relação aos cartazes. “Acho totalmente positivo, pois o lixo deve ser jogado no lixo e não em outros lugares. Eu aprovo a iniciativa”, diz. Ele também considera o bairro acima da média em questão de limpeza.

Em fevereiro de 2014, a Prefeitura de São Paulo lançou o projeto ‘Eu jogo limpo com São Paulo’. A iniciativa tem o intuito de minimizar os impactos das precipitações na cidade e também levará aos cidadãos a conscientização sobre o descarte correto de lixo e resíduo.

João Victor Ferreira (1° semestre)

Tags:

Você pode gostar também

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *